Publicado em

Contrato de namoro como instrumento na proteção de bens

David Soares da Silva e Tatiana Rodrigues, especialistas em planejamento patrimonial e sucessório, afirmam que a complexidade das relações podem trazer consequências patrimoniais não desejadas, como partilhar bens adquiridos durante um mero namoro porque um dos parceiros resolveu considerar a relação como união estável.

Continuar lendo Contrato de namoro como instrumento na proteção de bens
Publicado em

Empresas offshore e suas vulnerabilidades sucessórias

David Roberto R. Soares da Silva e Roberto Prado de Vasconcellos*

Segundo informações da própria Receita Federal, os dois programas de regularização de ativos no exterior de 2016 e 2017, conhecidos como repatriação, tiveram como resultado a regularização de mais 180 bilhões de reais em ativos estrangeiros até então não declarados por contribuintes brasileiros. Foram 169,6 bilhões na primeira edição de 2016 e cerca de 13 bilhões na segunda versão.

Continuar lendo Empresas offshore e suas vulnerabilidades sucessórias